redes

CURSO M.T.C. Guia do Aluno

Guia do Aluno


  • FINALIDADES...

  • PROCEDIMENTOS ACADÉMICOS

  • PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES

  • DESENV. PESSOAL

  • ESTÁGIO

  • INSCRIÇÃO


FINALIDADES E OBJECTIVOS DA ESMTC

  • Favorecer o normal desenvolvimento físico, intelectual, emocional e espiritual do indivíduo e levá-lo a preservar a saúde;
  • Realizar a formação de nível superior de indivíduos com aptidão e vocação para a área de prestação de cuidados de saúde;
  • Orientar para a participação na sociedade, por meio de uma profissão, tendo em conta as necessidades e possibilidades do meio;
  • Ajudar a tornar o indivíduo independente económica, intelectual e emocionalmente, a fim de que ele possa cooperar consciente e responsavelmente, levando-o a reflectir sobre o ilusório, a “realidade” e a realidade;
  • Desenvolver o espírito de tolerância, a fim de que as ideias divergentes sejam pesquisas em busca do saber;
  • Desenvolver a capacidade de esforço;
  • Sensibilizar para a preservação e o respeito pela natureza e pelos ciclos cósmicos;
  • Estimular a criatividade tendo em vista a previsão de problemáticas futuras através da aplicação consciente de novas e tradicionais formas de expressão, de comunicação e de produção;
  • Desenvolver o estudo, a docência, a investigação e a prestação de serviços à comunidade (no domínio das suas atribuições) com vista à promoção da qualidade de vida por meios naturais, bioenergéticos e culturais tendo em vista o desenvolvimento holístico da pessoa humana;
  • Formar estudantes capazes de fazer diagnóstico energético para se tornarem competentes profissionais e que efectiva e eticamente pratiquem MTC, incluindo massagem, acupunctura, medicina herbal e outras modalidades, de maneira segura e autónoma conhecendo os seus limites e os da MTC;
  • Divulgar e desenvolver a essência da cultura chinesa, de modo a integrar a filosofia e as práticas Taoístas de saúde e longevidade e a enriquecer a maneira de viver do ser humano;
  • Manter e valorizar a ligação histórica entre Portugal e o Oriente;
  • Estabelecer laços de intercâmbio científico e cultural com instituições congéneres estrangeiras.


SÃO OBJECTIVOS GERAIS DESTA ESCOLA

  • Orientar o aluno para alcançar capacidade de procurar e elaborar conhecimentos por si mesmo;
  • Ministrar conhecimentos não como um fim em si mas como um meio para domínio de métodos e técnicas de pesquisa e criação pessoal integrada em saberes milenares;
  • Fornecer os meios necessários para levar o estudante a ser autónomo como pessoa e como profissional;
  • Facultar o conhecimento de fontes de informação e centros de pesquisa a fim de levar o aluno a ser capaz de realizar investigação por si próprio;
  • Dar sentido humano e social a todos os estudos efectuados;
  • Incutir princípios éticos de respeito e liberdade pelo ser humano.


SÃO OBJECTIVOS ESPECÍFICOS 

Ser capaz de levar o aluno a saber:

  • Examinar o estado de saúde do paciente a partir dos dados recolhidos pelo depoimento deste, do seu exame físico e dos dados clínicos necessários segundo os critérios e os métodos da MTC;
  • Diagnosticar os desequilíbrios energéticos e as suas causas segundo os métodos da MTC;
  • Estabelecer um plano de tratamento com vista a corrigir os desequilíbrios internos, externos e ambientais tendo em vista a totalidade da pessoa humana e reconhecer que mais vale tratar a causa do que eliminar o sintoma;
  • Tratar o paciente recorrendo às técnicas da MTC e aplicar a novas situações essas técnicas;
  • Informar o paciente da sua situação, do seu diagnóstico e do tratamento apropriado e suscitar o seu interesse em colaborar no seu restabelecimento;
  • Criar um clima de confiança e uma comunicação terapêutica com o paciente tendo em conta os seus próprios limites pessoais e respeitando quem o consulta;
  • Assumir um papel educativo frente ao paciente fornecendo-lhe conselhos pertinentes sobre higiene de vida;
  • Reconhecer os limites dos tratamentos prodigalizados e elucidar o paciente sobre o facto;
  • Dirigir uma clínica de MTC tendo em conta as suas responsabilidades.

 


PROCEDIMENTOS ACADÉMICOS

Ano Académico

  • O ano académico começa em Setembro (do 2º ao 5º ano), ou Outubro (1º ano) e termina em Maio.
  • Existem duas épocas de exames regulares, em Junho (1ª Época) e Julho (2ª Época), e uma época especial em Novembro para os alunos finalistas.

Condições de Admissão

  • Perfil dos estudantes e formalidades de candidatura.
  • Este curso está aberto a todos os que tiverem concluído o 12º ano ou equivalente, ou possuam formação universitária completa ou incompleta. Existem condições de acesso especiais para maiores de 23 anos que não preencham o requisito de escolaridade obrigatória.
  • As propostas de admissão serão analisadas pela direcção da Escola.
  • O candidato será convocado para uma prova escrita de selecção que constará de teste americano e perguntas de desenvolvimento sobre temas previamente indicados.
  • Posteriormente os candidatos serão submetidos a uma entrevista em que serão avaliados o interesse, a dedicação e a vontade de ajudar o próximo, indispensáveis num curso vocacionado para o serviço. A entrevista permite também avaliar as qualidades humanas do candidato, o seu grau de maturidade, a abertura de espírito e a pertinência da escolha profissional.
  • Mesmo que os candidatos tenham já uma formação na área da saúde (fisioterapia, enfermagem, técnicas de reeducação, higiene dentária, educação física, psicologia) terão de ser submetidos a entrevista e à prova de acesso. Poderão, eventualmente, ser dispensados de algumas disciplinas do curso depois de analisados os conteúdos dos programas das disciplinas em questão a que os candidatos pedem equivalência. A decisão cabe à direcção pedagógica/científica da escola e é vista caso por caso.

Candidatura
O candidato fará uma pré-inscrição para a qual é necessário apresentar:

  • Bilhete de Identidade ou Passaporte
  • Cartão de Contribuinte
  • Certificado de Habilitações 
  • 2 fotografias
  • Pagamento da pré-inscrição (50 €)

Em caso de admissão deverá ainda efectuar:

  • Matrícula e respectivo pagamento;
  • Pagamento da anuidade;
  • Pagamento do seguro escolar;
  • Pedidos de equivalência de disciplinas, caso se aplique.

Actividades Preliminares

  • Os Candidatos admitidos terão um dia de introdução com apresentação das instalações, reuniões de esclarecimento e orientação do estudo, encontro com os professores e estudantes realização de inquéritos e testes de diagnóstico.


PROCEDIMENTOS DISCIPLINARES

Os alunos que em qualquer momento infrinjam as normas da boa convivência, do bom funcionamento das actividades escolares, de honestidade na conduta, de respeito pelos materiais didácticos, pelas regras de manutenção e limpeza dos serviços das instalações, bem como pelos colegas, funcionários e professores, ficam sujeitos de acordo com a gravidade e persistência das infracções, às seguintes sanções disciplinares:

- Advertência, aplicada pelos Professores dentro ou fora do recinto das actividades escolares.

- Ordem de saída do local onde se realizam os trabalhos escolares.

- Repreensão verbal aplicada pela Direcção da ESMTC, depois das averiguações que considerar necessárias.

- Repreensão escrita aplicada pela Direcção da ESMTC, depois das averiguações que considerar necessárias.

- Suspensão temporária da frequência do estabelecimento de ensino, aplicada pela Direcção da ESMTC, depois de ser instaurado o processo em que o aluno e o delegado dos Alunos serão ouvidos sumariamente e por escrito.

- Suspensão definitiva da frequência do estabelecimento de ensino, aplicada pela Direcção da ESMTC, depois de ser instaurado o processo em que o aluno e o delegado dos Alunos serão ouvidos sumariamente e por escrito.

Nota - As duas últimas sanções pressupõem a instauração de processo disciplinar. Este deverá ser correctamente organizado, de modo que o cumprimento das respectivas normas processuais não possa oferecer dúvidas quanto à sua legitimidade e quanto à possibilidade de defesa dos alunos visados.


ÁREA DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL E CÍVICO NA ESMTC
A Escola tem um papel que transcende a mera passagem de conhecimentos e o currículo dos alunos não se esgota na dimensão do saber específico do curso concretizado nas áreas académica e da Prática Clínica, deve antes ampliar-se à dimensão de ser.

Fundamentação

A ESMTC pretende criar especialistas de medicina tradicional chinesa que tenham consciência de si e dos outros e desenvolvam aptidões que os tornem um veículo apto a passar o entendimento de modelos de compreensão e de conduta face ao cosmos, à natureza, à sociedade e a si próprios, com capacidade para cooperar na tomada de consciência de cada cidadão.

  • Dada a visão holística da MTC, a criação de uma área de desenvolvimento pessoal e cívico, torna-se uma tarefa evidente e urgente. É necessário que cada mulher ou cada homem seja capaz de:
  • Reflectir e conferir um sentido às suas experiências pessoais; empenhar-se activa e criticamente na vida social; confrontar os seus valores crenças e pressupostos e prosseguir de um modo perseverante na prossecução dos seus objectivos;
  • Estabelecer relações significativas com os outros; produzir comportamentos empáticos; manifestar preocupações éticas e sensibilidade pelos problemas alheios, bem como assumir a responsabilidade pelos actos que pratica;
  • Manifestar uma consciência explícita de si mesmo, da sua dignidade ou do seu potencial e estabelecer uma plataforma de concepções e valores, a partir dos quais possa construir os seus projectos pessoais. (Pring, 1988).

Em termos pessoais, o aperfeiçoamento de nós próprios e a integração de cada um na sociedade em que vive constituem factores fundamentais para o desenvolvimento não só do indivíduo mas também da sociedade. O domínio das técnicas da profissão sendo imprescindível não é suficiente.

“O médico que só sabe de medicina nem de medicina sabe”(Abel Salazar).

Em termos sociais, a relativa novidade da MTC no nosso país torna indispensável a formação de especialistas que sejam simultaneamente comunicadores capazes de facilitar o acesso da comunidade à compreensão dos novos modelos, bem como à manutenção da saúde inerente ao paradigma teórico da MTC.

Os estudantes que procuram o nosso curso estão interessados não só no seu próprio aperfeiçoamento como em tornarem-se capazes de saber comunicar e lidar com os outros que, quando nos procuram, a maior parte das vezes estão em sofrimento.

Todos temos sede de uma harmonia universal que nos religa ao nosso centro e nos dá a impressão de dirigirmos os nossos passos sobre um caminho pacífico e poderoso onde cada pensamento, cada acto e cada sentimento têm um sentido profundo.

Torna-se, portanto, inevitável desenvolver esta componente que, juntamente com as outras duas áreas já existentes - académica e prática clínica -, é parte integrante do 1º ano do curso de MTC da nossa Escola desde o ano lectivo 2005/06.


ESTÁGIO

A partir do 2º ano e até ao 5º ano os alunos efectuam estágios regulares, de Setembro a Julho, no Centro de Medicina Tradicional Chinesa da ESMTC.

Para serem aceites no respectivo estágio, os alunos devem ser membros estudantes de uma Associação Profissional, sujeitos a um código ético e deontológico e respectivos mecanismos disciplinares. Não serão aceites em estágio alunos que não sejam membros estudantes de uma Associação Profissional.

O estágio (observação e prática) integrado num curso desta natureza é fundamental, pois prepara o futuro especialista para a plena responsabilidade, a autoconfiança e a competência técnica necessárias à prática da medicina tradicional chinesa.



O processo de aprendizagem começa pela simples observação dos terapeutas e dos estagiários mais antigos. Assim o estagiário poderá num primeiro momento verificar a aplicabilidade prática dos ensinamentos recebidos e dessa forma iniciar a aprendizagem dos vários métodos de trabalho.

Progressivamente, por decisão do responsável da equipa em que se encontra, o estagiário irá sendo integrado no trabalho terapêutico, até se encontrar apto para o desempenho.

No fim do período de estágio uma comissão de terapeutas, nomeada pela direcção da Escola, fará a avaliação do desempenho do estagiário e solicitar-lhe-á a realização das provas práticas e/ou teóricas consideradas necessárias.

A classificação final no estágio será a média destas duas classificações.

Serão fornecidas mais informações nos Guias de Estágio.

O curso de MTC inclui ainda um estágio hospitalar obrigatório de 4 meses, na China.



INSCRIÇÃO ANUAL

  • Os alunos devem efectuar a matrícula anualmente dentro dos prazos estabelecidos.
  • As matrículas efectuadas fora dos prazos estabelecidos estão sujeitas a multa.
  • Pagamento das prestações mensais da anuidade
  • O não pagamento da matrícula e das prestações mensais da anuidade implica o impedimento de participação do aluno nas actividades escolares.
  • Por cada prestação atrasada acresce uma taxa de 10% por mês.

 

Partilhar

CURSO DE MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

SERVIÇO À COMUNIDADE

 

A ESMTC no âmbito da área de desenvolvimento cívico estabelece parcerias com várias instituições. São exemplos o Centro Infantil de Odivelas, a Piscina Municipal de Odivelas, a Santa Casa de Misericórdia de Lisboa, entre outros.


Aulas regulares e Chi Kung

Balanço Global Intervenções 2012

O Recurso à Acupunctura pela população adulta – idosa

PRÁTICAS DE SAÚDE E LONGEVIDADE

 

Consultas, oficinas, palestras, cursos e acções de sensibilização sobre práticas de saúde e prevenção em Medicina Chinesa e Terapias Holísticas, para o público em geral.

 

Intervenção Social, nos Bombeiros Voluntários de Carnaxide

Revista de Saúde

Mantenha-se saudável no Verão

Investigação na ESMTC

 

redes

Palacete da Estefânia
Rua D. Estefânia, 175 - 1000-154 – Lisboa
Tel.:21 347 5605|Fax: 21 342 6804
Email:esmtc@esmtc.pt| Ver mapa